Campanha Anti-Plágio

Pamela Chris

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Promessa de Sangue - Richelle Mead

Bom dia! Nesse fimde semana eu vou postar para vocês mais um livro da Editora Agir, o quarto da série Academia de Vampiros. Apaixonante, não?



"A vida da guardiã Rose Hathaway nunca será a mesma. O recente ataque a Academia St. Vladimir devastou todo o mundo Moroi. Muitos estão mortos. E, pelas poucas vitimas carregadas pelos Strigoi, o destino deles é ainda pior. Uma rara tatuagem agora adorna o pescoço de Rose, uma marca que diz que ela matou Strigoi demais para contar.Mas apenas uma vitima importa… Dimitri Belikov. Rose agora deve escolher, um de dois caminhos bem diferentes: princesa – ou, abandonar a academia para sair sozinha em uma caça para matar o homem que ela ama. Ela terá de ir ao fim do mundo para encontrar Dimitri e manter a promessa que ele implorou para ela fazer. Mas a pergunta é, quando a hora chegar, ele irá querer ser salvo? Agora, com tudo em jogo – e mundos de distancia da St. Vladimir e sua desprotegida e vulnerável, e recentemente rebelde, melhor amiga – Rose pode encontrar forças para destruir Dimitri? Ou, ela vai se sacrificar para ter uma chance em um amor eterno?"
  
Nota:  



Em uma palavra: Magnífico

Não me canso de dizer que essa é uma série que estou feliz por ter lido. Ela é fabulosa, e fica cada vez melhor com o passar dos livros. Promessa de sangue foi um que não me decepcionou. Ele me deixou intrigada, curiosa, revoltada, aliviada e muito, muito apreensiva.
O livro já começa com surpresas, e não das pequenas. Descobrimos sobre os Alquimistas, pessoas destinadas a manter o segredo dos vampiros longe dos humanos comuns. Para ser sincera, isso nunca me passou pela cabeça, o que é meio idiota, claro (rsrsrs). E tenho que confessar que eu gostei da Sydney, mesmo ela tendo esse jeito todo frio.
E sim, eu me apaixonei pela família de Dimitri. Eles são cativantes, bem estilo família, e a trataram tão bem... Uma pena terem que receber uma notícia tão triste, como a morte de um familiar próximo. Achei um absurdo ninguém, principalmente da Academia, tê-los dito o que aconteceu com Dimitri. Puxa, se Rose não tivesse ido nessa busca louca, quando eles saberiam?
Ah, e o Dimitri tinha razão sobre a sua avó. Ela era meio assustadora, misteriosa e muito malandra, hehehe. Ela disse que havia sonhado com Rose, mas eu gostaria de saber mais sobre isso. Principalmente porque eu acredito que a história ainda não acabou...
O grande lado irônico nesse livro foi o romance de Dimitri com Rose, e nem sei se devo dizer assim. Eles se encontram apenas na metade do livro (sinto muito, mas não considero como spoiler), o que não é realmente chato, já que a família dele é adorável. Mas o que eu quero dizer é que há mais romance entre eles do que em todos os outros livros anteriores. E ele está morto, por assim dizer. Uma pena, mas não deixamos de torcer por eles. Afinal, ele não deixou de ser o Dimitri, embora sua natureza tenha se tornado cruel.
Antes de começar a ler o livro eu acreditei que Dimitri iria se manter, moralmente falando. Só que, infelizmente, não foi assim. Ele se tornou mesmo um Strigoi, do tipo que não está arrependido e que sente prazer em matar. Ele perdeu um pouco do seu sorriso, tornando-se realmente cruel. E a autora explica bem as dúvidas de Rose quando ela vê Dimitri às vezes como ele era e como ele é. Fiquei triste por ela pelo o que aconteceu com ele, e irritada por ela ter se posto numa situação tão vulnerável em dado momento... Bem, não é como se eu pudesse culpá-la.
O mistério com Dimitri também não é o único que ronda o livro. Há também o Abe, um homem aparentemente contrato por alguém para levar Rose de volta à Academia. Ele é daquelas que pessoas que ameaçam e usam de influência para conseguir o que quer. Confesso que, assim como Rose, não me senti tão intimidada por ele. Mas que ele é ardiloso e esperto, é... Só não consegui entender como a Rose não percebeu quem ele era na verdade, e por que fazia aquilo. Na boa, estava meio na cara. E eu tenho certeza de que quando vocês ouvirem falar dele vão entender também.
O livro, como eu disse, é magnífico. Não há como não se apaixonar pela série, pois é surpreendente a maneira como Richelle Mead nos cativa. Ela escreve de uma maneira que nos faz devorar o livro, loucos para saber o final. E, mais, de uma maneira que não sabemos o que esperar. Algumas coisas nos chocam quando descobrimos, e outras nos deixam com uma esperança... Na boa, estou feliz por haver uma possível solução para Dimitri e Rose. Quem sabe?
Mesmo que para isso um velho inimigo tenha que andar livremente... Para tudo deve haver um sacrifício, algumas coisas realmente ruins. E só lendo o próximo livro para saber como isso tudo pode se resolver.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Outros livros:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...