Campanha Anti-Plágio

Pamela Chris

sábado, 4 de agosto de 2012

Aura Negra - Richelle Mead

Postando a resenha rapidinho. Para quem ainda não conhece essa Academia, está mais do que na hora ;)


"A Escola São Vladimir está em alerta após um ataque dos sanguináreos Strigoi. Os Guardiões admirados por suas habilidades e seus grandes feitos, se preparam para entrar em ação. A escola envia seus alunos para um hotel de luxo e bem protegido, porém um imprevisto obriga Rose a deixar a segurança de seu lar e impedir que o pior aconteça. Apenas quando a vida de seus amigos está por um fio é que a heroína descobrirá força dentro de si."


Nota:


Em uma palavra: Curioso

Tudo começa a piorar desde o início, quando Rose vê o massacre à sua frente. Por que agora eles não têm que se preocupar apenas com Strigois, mas com Strigois trabalhando justamente com humanos. Agora nem na luz do dia os Moroi e, consequentemente, os Guardiões poderiam ficar seguros.  E nada facilita com a ameaça em sangue no espelho, prometendo o massacre de todas as famílias reais.
Com sua preocupação cada vez mais crescendo com sua melhor amiga Rose ainda tem que lidar com sua mãe, que vai até a Academia. E não, não é fácil. A autora descreve de tal maneira que é perfeitamente compreensível seu ressentimento com a mãe. Mas, sabe, eu até que criei uma simpatia por Janine. Ainda não sei sua história completamente, e nem suas motivações. Mas consigo compreender um pouco ela. Apenas um pouco. E, é claro, adorei seu jeito. Controlada, determinada, quase sem mostrar emoções. Forte. Admiro pessoas assim. Além de que, na posição dela, ser impassível é necessário.
Vislumbramos um pouco (apenas um pouco :,( ) do romance de Lissa com Christian, mas deu para aproveitar. E não, não esperem por muito romance de Dimitri com Rose, apenas a expectativa. Principalmente quando a tia de Christian, a belíssima e destemida Tasha, entra na história... Só não vou falar mais para não dar spoiler, rsrs.
Nesse livro também Rose está mais, como vou dizer?, irracional. Age mais pelo impulso, embora de vez em quando entre alguma razão na sua cabeça. Fora que teve momento que me deu vontade de entrar no livro e gritar: sua burra, presta a atenção. Por que, sério, algumas coisas estavam tão na cara e ela não tinha se ligado. Ou então ela poderia ter pensado numa solução rápida para um baita problema, mas acabou “esquecendo”. Sim, ela daria uma boa Guardiã. Mas seria perfeita se conseguisse lembrar de algumas regras básicas e super importantes.
Finalizando, a trama está num andamento mais abrangente, com problemas maiores e muito mais pessoas envolvidas. Bem do tipo que eu gosto. O livro amadureceu principalmente por uma certa morte (sim, eu sou sádica, huahuahua. E, na boa, foi melhor daquele jeito.) e também com novos rumos e possibilidades.
Ah, e eu estou começando a achar que o terceiro vai ter uma pitada bem quente de romance... Só acho.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Outros livros:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...