Campanha Anti-Plágio

Pamela Chris

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Despertada - KRISTIN CAST & P.C. CAST

Ei, pessoal, vai aí o oitavo livro da série, último da minha gaveta de resenhas (por enquanto). Espero que gostem.

Editora: Novo Século
Autor: KRISTIN CAST & P.C. CAST
Número de páginas: 320


 "Exonerada pelo Conselho Supremo dos Vampiros e retornando a sua posição de Grande Sacerdotisa da Morada da Noite de Tulsa, Neferet jurou vingança contra Zoey. Seu domínio sobre Kalona é apenas uma das armas que ela pretende usar. Mas Zoey encontrou um santuário na Ilha de Skye e está sendo protegida pela Rainha Sgiach, que espera que ela possa assumir o reinado. Tornar-se a rainha seria legal, não seria? Por que ela deveria retornar à Tulsa? Depois de perder Heath, seu consorte humano, Zoey nunca mais será a mesma – e seu relacionamento com o supersexy guerreiro Stark pode também nunca mais ser o mesmo. E Stevie Rae e Rephaim? O Raven Mocker se recusa a ser usado contra Stevie Rae, mas que chances ele tem quando ninguém no mundo, incluindo Zoey, estaria feliz com este relacionamento? Ele deve trair seu pai ou seu coração? No emocionante oitavo livro da série House of Night até onde irão os vínculos da amizade e quão forte são as amarras que prendem o coração de uma garota?"

Fascinante, romântico, imprevisível. Esses elogios não dizem 1% do quão gostoso foi ler esse livro.
O primeiro capítulo mostra Kalona despertando e Neferet já começa com suas manipulações. Não posso negar que é apavorante o que essa mulher se tornou. Se é que ela ainda pode ser chamada de “mulher”. Ela é mais “monstro” que Raphain.
Por falar em Raphain — suspiro —, impossível não voltar a se apaixonar pelo amor dele com Stavie Rae, e torcer que eles acabem bem. Algo difícil, já que eles seguem por caminhos contrários: ele ao lado do pai, ela contra Kalona. A linha entre o amor dele por ela e sua fidelidade para com o pai é tênue, e se um caminho for atravessado, o outro é destruído.
As autoras nos colocam na pele dos personagens, temendo, amando, se entristecendo com eles. Ficamos chateados juntos com a House of Night quando Neferet sacrifica o inocente incorruptível (vou sentir falta desse inocente) e alegre quando percebemos que ainda é possível para a Luz sobrepor a Escuridão, não importa o quanto a Escuridão já o preencheu um dia.
Nesse livro aprendemos a nos curar da dor da perda, a acreditar no impossível e o quanto os laços da amizade são fortes, não importa o que.

Merry Meet, Merry Party, and Merry Meet Again.

Bjs
Pamela Chris

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Outros livros:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...