Campanha Anti-Plágio

Pamela Chris

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Belo Desastre - Jamie McGuire

Eu também resenho para o blog Este Já Li, e a Ceile fez uma espécie de book tour com suas colunistas, rsrsrs. E o livro foi esse aí, apaixonante! Adorei a oportunidade ;)



Nota: 5
Em uma palavra: Quente

Há muito tempo eu não lia um livro tão empolgante, do tipo em que não conseguia parar de ler. Levei apenas dois dias (para quem não tem 3 horas livres no dia...)!
O livro começa com Abby assistindo a uma luta, sendo meio que arrastada por America (sua melhor amiga) e o namorado dela, Shepley, que por acaso é primo de Travis. A partir daí fica fácil descobrir como eles se conheceram.
Após assistir a luta incrível de Travis, da qual ele foi vencedor, ele a vê a chama de Beija-Flor, o que passa a ser o apelido carinhoso no resto do livro.
Travis, é claro, tenta seduzir Abby, que não se deixa levar. Ele, percebendo que não conseguiria levá-la para cama, a convida a se tornarem amigos. E, nossa, que amizade louca. Eu ri muito com os comentários deles, e aquele grau de intimidade bem louco. Não, não chega a ser uma amizade colorida, muito pelo contrário.
Acontece que, por um incidente, o apartamento de Abby e America fica sem água quente e as duas vão para o apê de Shepley e Travis (Abby sendo praticamente arrastada pela amiga, é claro). Enquanto que America dorme com o namorado, Abby dorme (apenas) com Travis, e, sim, na cama dele.
Quando o apartamento delas volta a ter água quente Travis e Abby fazem a tal aposta, em que ela perde. E o mês seguinte, e principalmente os outros, é pura montanha-russa de emoções.
Quase posso dizer que estou apaixonada por Travis. Ele é sexy e, do jeito dele, pode ser também romântico e atencioso. Além de inseguro e possessivo. Todas essas qualidades e defeitos o tornam um jovem um tanto controverso, o que me deixou louca algumas vezes. E se é assim para o leitor, imagine para Abby...
Por falar nela, tenho que realçar que ela é um pouco cega. Sério, TUDO dizia que Travis estava apaixonado por ela, mas ela não acreditada ou simplesmente não dava bola. É verdade que seu passado a fazia fugir disso, mas, poxa, o cara estava louco por ela! Mesmo que o futuro fosse certo e provavelmente perigoso, qual o problema em arriscar se no fim podia encontrar a felicidade?
Ainda assim não pude deixar de me apaixonar pelos dois, mesmo que em boa parte do livro eles estivessem brigados. Sabe, bem diferente dos livros melosos, em que o relacionamento é retratado como as mil maravilhas. Então posso dizer que gostei das brigas deles, dos seus medos, receios, assim como também o amor que um sentia pelo outro. Capaz de moldá-los e fazê-los moldar. De abrir mão e fazer abrir mão.
E embora uns possam até dizer que nunca alguém como Travis poderia mudar daquele jeito, eu acredito que sim. Afinal, há uma boa justificativa para o seu comportamento, assim como o fato dele ter mudado por ela. Sem, é claro, deixar de ser o Travis.
Preciso repetir que amei o livro? A maneira como a autora escreve, como dispõe as cenas, como organiza o drama ou traz aquela reviravolta obviamente inesperada, ou até mesmo como a obscuridade do passado de Abby pode afetar o relacionamento dos dois, ou aquele final de gostinho de quero mais... Enfim, amei tudo no livro. E estou ainda mais animada para o próximo. Não, não é a continuação, mas é a mesma história na versão do Travis. E eu estou louca para conhecer!

Bjs
Pamela Chris

Outros livros:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...